O MC, cantor e compositor Criolo lançou o álbum “Nó na Orelha”, em maio de 2011. Totalmente autoral, o disco, disponível para download gratuito desde o lançamento, traz dez faixas com produção de Daniel Ganjaman, que já pilotou trabalhos de artistas como Nação Zumbi e Sabotage, e Marcelo Cabral, músico proeminente da nova geração da MPB.

O álbum foi gravado e mixado em 2010 por Daniel Ganjaman e masterizado por Fernando Sanches no estúdio El Rocha. “Nó na Orelha” foi editado em vinil e CD e lançado na Europa em junho de 2012 pela Sterns Music, gravadora baseada em Londres desde 1983.

Desde o lançamento, ganhou mais de 12 prêmios. Apresentou o repertório do disco em mais de 200 shows realizados no Brasil. Integrou o line-up de um dos maiores festivais de música do mundo, o Roskilde, na Dinamarca e apresentou-se em Nova York, no festival Summer Stage no Central Park. Cativou plateias de todas as idades nos mais de onze países por onde passou nas duas turnês internacionais que realizou em 2012.

Se apresentou com Caetano Veloso, Seu Jorge, participou do show da fadista Ana Moura e tocou ao lado do ícone do ethio-jazz Mulatu Astatke em Londres. Recebeu homenagem de Chico Buarque nos shows da turnê “Chico”, em 2012. Foi entrevistado por Spike Lee para o documentário “Go, Brazil, Go”. Em um dos shows da turnê da “Nó na Orelha”, no Rio de Janeiro, recebeu Ney Matogrosso para interpretar “Freguês da Meia-noite”, composição de Criolo que será gravada por Ney em seu próximo disco.

Em 2013 disponibilizou para download gratuito o vídeo na íntegra do show “Nó na Orelha – Ao vivo no Circo Voador” e lançou o DVD “Criolo e Emicida – Ao vivo”, dirigido por Andrucha Waddington, Paula Lavigne e Ricardo Della Rosa.

Em outubro de 2013 lançou, nos formatos vinil e digital, “ Duas de Cinco”, single com duas faixas inéditas. O material está disponível para download gratuito, com a possibilidade de doação espontânea no site. As duas músicas foram produzidas por Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral, repetindo a fórmula que resultou na aprovação quase unânime, de crítica e público, do disco “Nó na Orelha”.

“Duas de cinco” é a primeira das duas faixas inéditas e ganhou lyric video, produzido por Ricardo Fernandes, diretor de arte do projeto. É um rap clássico, com versos corpulentos, críticas contundentes ao estado e beat sampleado. O refrão, extraído da música “Califórnia Azul”, de Rodrigo Campos, artista contemporâneo, da mesma geração de Criolo, foi o ponto de partida para a composição de letra e batidas.

“Coccix-ência”, lado B do single, foi gravada ao vivo, no Estúdio El Rocha, pelos afinados músicos que acompanham Criolo nos shows há dois anos, além de Thomas Rohrer na rabeca. Psicodélica viagem instrumental, a sonoridade da faixa dá a sensação de estar assistindo a banda nos palcos.

As duas músicas foram incorporadas ao repertório das apresentações de Criolo, que ganharam novo formato. Além das faixas inéditas, o show resgata músicas do primeiro álbum do MC, “Ainda há tempo”, lançado em 2006.

No palco, Criolo se apresenta ao lado dos produtores Daniel Ganjaman (teclados e programação eletrônica), que também assina a direção musical do show e Marcelo Cabral (baixo acústico e elétrico); dos músicos Guilherme Held (guitarra), Maurício Badé (percussão), Sérgio Machado (bateria) e do fiel escudeiro DJ Dan Dan (voz e picapes).



Principais premiações 2011/ 2012:

• VMB 2012 (MTV): Melhor Artista Masculino
• VMB 2011 (MTV): Artista Revelação, Melhor Música (“Não Existe Amor em SP”) e Disco do Ano “Nó na Orelha”;
• 7º Prêmio Bravo! Bradesco Prime de Cultura – 2011: Melhor Show de 2011;
• 56º Prêmio Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA): Artista Revelação 2011;
• 12º Prêmio Afroreggae Orilaxé - 2012: vencedor na categoria Música;
• Prêmio Faz a Diferença 2012 (O Globo):
vencedor na categoria Caderno 2 – Música;
• 1º Prêmio Jovens Lideranças 2012 (O Estado de São Paulo): vencedor na categoria Cultura;
• 23º Edição do Prêmio da Música Brasileira 2012: Artista Revelação, Melhor Disco e Melhor Cantor;
• Melhor Álbum e Melhor Música (“Não Existe Amor em SP”) de 2011, em ranking publicado pela Rolling Stone Brasil.
• Prêmio Multishow 2011 – Categoria Experimente pelo júri especializado